Comercialização no Mercado de Energia Elétrica II

Carga horária: 45 horas

Número de créditos: 3

Disciplina Comercialização no Mercado de Energia Elétrica II
Ementa Leilões de Energia: – História dos leilões; – Teoria dos leilões; Leilões de Compra e Venda de Energia Elétrica; – Leilões de energia existente e leilões de energia nova. – Leilões de Energia Agentes de Distribuição (Leilões ACR) – Exposições involuntárias dos agentes de distribuição; – Repasse à tarifa dos custos de aquisição de energia; – Mecanismo de Compensação de Sobras e Déficits – MCSD: Modalidades de MCSD. Leilões de Energia Nova – Agentes de Geração: – Participação de projetos hidroelétricos; – Outorga de Concessões para aproveitamentos hidrelétricos. – Projetos Estruturantes e condições especiais de licitação; – Exposição financeira. – Participação de projetos termoelétricos: –Cálculo do CVU; – Cálculo CEC e do COP; – Impactos da inflexibilidade; Leilões de reserva: usinas a biomassa e usinas eólica. Diversificação da Matriz Energética Brasileira – Energias Renováveis – Políticas de Incentivo: – PROINFA: regras principais e estágio de desenvolvimento; – Incentivos regulatórios; – Comercializador Varejista – Análise Setorial e Viabilidade de Implantação no Mercado Brasileiro: – Migração de clientes livres convencionais e especiais. Consumidores Especiais e regras de comercialização para operacionalizar descontos na TUSD. Conceitos Básicos de Definição de portfólio ótimo. Análise de risco. Conceitos de VaR e CVaR.
Bibliografia [1] SILVA, E. L., “Formação de Preços em Mercados de Energia Elétrica”, Edição do Autor, 2ª Edição – 2012.

[2] HUNT, S.; SHUTTLEWORTH,G. . Competition and Choice in Electricity. John Wiley & Sons Inc. 1996.

[3] TOLMASQUIM, M. T.; Novo Modelo do Setor Elétrico Brasileiro. Synergia, EPE, Brasília, 2011.

[4] PINTO Jr., H. Q.; Economia da Energia: fundamentos econômicos, evolução histórica e organização industrial. Rio de Janeiro: Campus, 2007.

[5] MAYO, Roberto; Mercado de Eletricidade. Rio de Janeiro – RJ – Brasil: Synergia, 2012.

[6] FELDMAN, R. D.; Brazil: Deregulation and the Future of Project Finance. The Journal of Project Finance, Institucional Investor Inc. Spring,v.4,n.1,1998.

[7] VIJAY KRISHNA. Auction Theory. Academic Press. 2009.

[8] PAUL MILGROM. Putting Auction Theory to Work. Cambridge University Press. 2004.

[9] FRED I. DENNY AND DAVID E. DISMUKES, “Power System Operations and Electricity Markets”, 2002, CRC Press LLC.

[10] HARRIS,C., “Electricity Markets – Pricing, Structures and Economics”, John Wiley & Sons, 2006.

[11] Agência Nacional de Energia Elétrica: Legislação Básica do Setor Elétrico Brasileiro, disponível em <http://www.aneel.gov.br>; acesso em maio de 2014.

[12] STOFT, S., “Power System Economics: Designing Markets for Electricity”, Ieee Press. &. Wiley- Interscience. A John Wiley & Sons, Inc. 2002.

[13] EYDELAND, A., WOLYNIEC, K. “Energy and Power Risk Management: New Developments in Modeling, Pricing, and Hedging”, John Wiley & Sons, 2003.