2001 a 2010

line

  • No primeiro semestre de 2001, foi criada a Orquestra da ETF/SC, tendo à frente o maestro Irineu Lopes Melo.
  • Em 27 de março de 2002 foi publicado no Diário Oficial da União o Decreto Presidencial de criação do Centro federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina CEFET/SC. Era o fim de uma luta que se estendia desde 1997.
  • Em julho de 2002 foram implantados os primeiros cursos superiores de tecnologia: Automação Industrial, Design de Produto e Sistemas Digitais.
  • Em 2004 foi instituída a modalidade de ensino médio para alunos, maiores de 21 anos, afastados da escola e que procuravam, nesse novo curso, a oportunidade de recuperar o tempo e estudo perdidos – o EMJA (Ensino Médio de Jovens e Adultos), que a partir de 2006 foi sendo extinto e passou a ser parte do PROEJA (Programa de Integração da Educação Profissional ao Ensino Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos) do Governo Federal.
  • Em 2005 foi criado o NAPNE – Núcleo de Atendimento aos Portadores de Necessidades Especiais e o Núcleo de Tecnologia Educacional e Educação a Distância, e foram aprovados os primeiros cursos de pós-graduação: Desenvolvimento de Produtos Eletrônicos, Gestão Pública, Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais/ Português.
  • Também em 2005 foi lançado pelo Governo Federal o Plano de Expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, que propiciou à Instituição a criação de um grande número de unidades em outras cidades catarinenses: Chapecó (2006), Joinville (2006), Continente (2006), Araranguá (2008).
  • Em 2006, iniciaram os primeiros Cursos Técnicos Integrados: Edificações, Saneamento, Eletrotécnica e Eletrônica. O trabalho pela integração dos cursos técnicos com o ensino médio se iniciara já em 2005. No mesmo ano foi divulgado oficialmente a adesão da Instituição ao sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) e lançado o curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública na Modalidade a Distância.
  • Em agosto de 2006, a direção geral do CEFET/SC iniciou sua transferência da Unidade de Florianópolis para um prédio situado em Coqueiros, tornando-se a primeira direção geral de um CEFET, no país, a desmembrar-se da Unidade-Sede.
  • Em 2007 o CEFET/SC também aderiu ao programa Escola Técnica Aberta do Brasil (eTEC Brasil/MEC), que visava a oferta pública e gratuita de cursos técnicos em nível médio na modalidade a distância, implantando mais tarde o Curso Técnico em Informática para Internet.
  • Em 29 de dezembro de 2008, com a publicação da Lei 11.892, o CEFET/SC passava ser IF-SC – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina. Em consequência, as unidades de ensino do antigo sistema CEFET/SC foram transformadas em Campus.